Visita de Lula a Betim atrai multidão

192

Nessa quarta-feira (21) o ex-presidente Luiz Inácio Lula Da Silva, visitou a Colônia Santa Isabel, no bairro Citrolândia, em Betim, onde foi convidado a participar de uma homenagem realizada pelo Movimento De Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase, o Morhan. Na chegada foi ovacionado pela comunidade e militantes.

O ex-presidente estava acompanhando do Governador do Estado De Minas Gerais, Fernando Pimentel. NA ocasião, estiveram também o Secretário de Direitos Humanos do Estado de Minas, Nilmário Miranda, deputados e candidatos a deputado estadual e federal de Betim, o Prefeito de Betim, Vittorio Medioli e vereadores da cidade.

Em seu discurso destacou as lutas dos hansenianos. “ Existe gente nesse país que viveu durante muitos anos numa colônia. Gente que andava numa canoa, num barco para buscar tratamento. É importante que a gente visite vocês para mostrar pro povo brasileiro. O Brasil ainda tem essa doença, mas é uma doença curável. Vocês devem servir de exemplo, como essa mulher que tem as mãos mutiladas, mas a cabeça sadia”, descreveu Lula.

Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4 Região a 12 anos e um mês de prisão, o ex-presidente aproveitou para alfinetar opoentes. “Vocês sabem que tem gente que eu não volte governar pra esse país. Venho pra mostrar pro Brasil que alguém que queria governar esse pais deve ser alguém humilde, não que more em um apartamento chique, tenha riquezas”, enfatizou o ex-presidente.

Em entrevista ao PORTAL GIRA BETIM, o prefeito de Betim Vittorio Medioli comentou a vinda do petista. “Ele é uma autoridade nacional e internacional, obviamente a vinda dele aqui na cidade chama a atenção”. Medioli também pontuou a importância dos cuidados com as pessoas com hanseníase. “Estamos comprometidos a resgatar uma época muito triste, onde a hanseníase está superada. A prefeitura acabou de assumir toda essa região da Colônia Santa Isabel, menos o hospital, mas ainda é preciso dar outro aspecto”, disse o prefeito de Betim.

MORHAN

O Morhan foi fundado em 1981 e é uma entidade sem fins lucrativos com foco na conscientização quanto a hanseníase. Quando presidente, Lula sanciou lei 11.520 que indeniza as pessoas que passaram pelas Colônias, Como a de Santa Isabel.