Três ideias para decorar a mesa de Natal

503

Foi-se o tempo em que preparar a casa para o Natal significava apenas montar a árvore com luzinhas e enfeites e colocar uma guirlanda na porta. Atualmente, a decoração envolve todos os cômodos, e a mesa de jantar – especialmente, mas não exclusivamente na ceia – não poderia ficar de fora. Um bom começo é selecionar a paleta de cores. Vale monocromático ou uma composição.

O verde e o vermelho, tradicionais da época, são uma aposta certeira, assim como dourado (mas vale também o prata). Em relação à louça, é muito difícil encontrar, no Brasil, peças com motivo natalino, mas, ainda que não tenha algumas dessas à mão, é possível usar um aparelho de jantar na paleta da mesa e caracterizar a decoração por meio dos demais objetos. Pratos vermelhos, verdes, todos brancos (ou com detalhes dourados) são os mais usados. E aí dá para abusar dos acessórios: porta-guardanapos temáticos, sousplats estampados, velas, arranjos com folhas, ramagens e frutinhas. Também vale trazer para a mesa objetos que decoram outros cantos da casa ao longo da temporada de fim de ano, como Papais Noéis, pequenas árvores de Natal, pinhas e – tendência do ano – bichos de palha.

Os jogos americanos têm ganhado cada vez mais espaço em mesas, no geral, e não é diferente nas mesas de Natal. Contudo, se você ainda não abre mão da toalha de mesa, ela ainda tem seu lugar. Como em qualquer tipo de décor, a data do Bom Velhinho segue algumas tendências e tem espaço para diferentes estilos. Confira três inspirações e boa ceia!

Tradicional

O verde predomina nessa mesa de proposta tradicional, elaborada pela empresária Cláudia Travesso, responsável pela montagem de decoração de Natal em empresas, casas e diversos pontos turísticos de BH. Aqui, itens extremamente natalinos, como os pratos e os porta-guardanapos, compõem o décor, com peças que podem ser usadas em outras ocasiões (jogo americano branco de renda gripir, guardanapos de linho brancos, sousplats verdes de resina). O arranjo de ramagens e frutinhas ganha charme especial com luzinhas a bateria, que iluminam discretamente. Pinhos naturais e pequenas árvores usadas para decorar mesas de canto ao longo da temporada dão o toque final.

Acompanhando a tendência do ano, a psicóloga e empresária Luciana Moreira Sallum, meseira nas horas vagas, propõe uma mesa boho-chique com o tema de floresta encantada. Para compor a temática, os animais de palha – que têm sido superprocurados no momento – se somam a pequenas toras de madeira (que fazem as vezes de porta-bolos e descansos), arvorezinhas, o xadrez dos guardanapos, sousplats amadeirados e as frutinhas dos porta-guardanapos. Guloseimas também entram no projeto, e foram escolhidos o cake de Natal, pães de mel dourados e macarons nas cores da temporada para deixar a mesa ainda mais gostosa de se ver.

Quando monta mesas em datas de celebração, a advogada e ex-miss Brasil Michella Marchi preza sempre pelo clássico e aproveita para usar os itens especiais, que não são usados no dia a dia. No caso da mesa de Natal, ela escolheu esse aparelho de jantar Versace e o faqueiro que é acervo de família para dar o tom do décor: dourado monocromático. Um charme especial é a doma de linho, item versátil que, aqui, substitui a toalha de mesa (de maneira mais informal) ou o jogo americano (sem ser tão descontraído). Para compor a proposta monocromática, bolas douradas de árvore de Natal e pinhos que foram pintados com tinta spray. E se engana quem acha que no clássico não cabem inovações: que tal as taças de vinho invertidas no lugar de castiçais?