Centro de Educação e Bem-estar Animal será implantado em Betim

324

A Prefeitura de Betim está construindo um Centro de Educação e Bem-Estar Animal dentro do Parque Felisberto Neves, na região central da cidade. Os recursos para a construção são provenientes de empresas. No Parque também funcionam o Centro de Educação Ambiental e a sede do Conselho Municipal de Conservação e Defesa do Meio Ambiente (Codema)

Segundo a Prefeitura, a área para a implantação da unidade foi definida após estudo de especialistas ambientais. O terreno escolhido foi o que apresentou  a menor relevância no impacto ambiental, por ter árvores que não são da mata nativa.

O novo centro será um lar provisório para animais em situação de rua e vítimas de maus tratos. Terá 10 canis coletivos com 25 m2 cada, onde poderão ser alojados até 10 animais doentes. O espaço também terá 10 canis individuais para animais mais bravos; 10 canis individuais para cadelas prenhas e/ou com filhotes; um gatil de 21 m2; um viveiro para aves; um centro para castração; um consultório veterinário; espaço reservado para quarentena, e um local para eventos de adoção de cães e gatos.

A terraplanagem do local está sendo feita pela Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transporte e Trânsito (Ecos). Nessa primeira etapa, foi preciso cortar 29 árvores não nativas da área, o que foi feito com a autorização do Codema. Elas serão compensadas com o plantio de 58 novas mudas originárias da flora local.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e também presidente do Codema, Ednard Barbosa, explicou que para a construção do centro, a prefeitura acolheu as antigas reivindicações da população de Betim. “Os moradores solicitavam um espaço para abrigar os animais em situação de rua, e pediram também que essa unidade fosse construída dentro do parque”, ressalta.

Parque Felisberto Neves

De acordo com a Prefeitura, o Parque Felisberto recebeu, desde janeiro de 2017, diversas benfeitorias, como:

  • revitalização da guarita;
  • manutenção do portão de acesso;
  • manutenção do sistema interno de Câmeras (CFTV);
  • ampliação do Centro de Educação Ambiental;
  • implantação de jardins com bancos;
  • plantio de diversas árvores e palmeiras, principalmente para oferta de alimentos para a fauna local;
  • revitalização do jardim na portaria de acesso;
  • instalação de placa e outdoor identificativos na entrada do parque;
  • pintura da calçada e dos meios-fios em toda a extensão do parque na lateral da avenida Edméia Mattos Lazzarotti;
  • manutenção mensal de todo o jardim.

Benfeitorias previstas para 2019:

  • instalação de nova cerca em toda a extensão do parque, ao longo da rua São Paulo, uma vez que o gradil que lá existia foi furtado;
  • fechamento do parque, por meio da construção de muros, nas ruas do Bairro Jardim Brasília que lhe são limítrofes, visando coibir invasões;
  • melhorias na rede de energia elétrica da via interna.